Zikla escreve - para ela e para o seu futuro

Zikla escreve - para ela e para o seu futuro

Zikla Omar Ismael gosta de escrever. Ela tem apenas seis anos de idade está na primeira classe, mas já aprendeu a ler e a escrever. Segurando a sua nova esferográfica, Zikla afirma orgulhosamente que ela acha que não levou muito tempo a aprender.

Claudio Fauvrelle
Partilhar

Chibuto, Gaza - Zikla Omar Ismael gosta de escrever. Ela tem apenas seis anos de idade está na primeira classe, mas já aprendeu a ler e a escrever. Segurando a sua nova esferográfica, Zikla afirma orgulhosamente que ela acha que não levou muito tempo a aprender. A sua professora sorri e concorda.

Os professores da Escola Ngungunhane no Distrito de Chibuto, província de Gaza, estão muito orgulhosos do sucesso dos seus estudantes em adquirir as habilidades de leitura e escrita. Segundo eles, a melhoria dos resultados nas suas escolas é devido aos cursos de formação de professores em que eles participaram no âmbito da iniciativa Escolas Amigas da Criança.

"Anteriormente encontrávamos crianças na terceira classe que não sabiam ler ou escrever. Hoje, nem mesmo os alunos da segunda classe já não têm essas dificuldades. “Afirma Nausone Moiane, director-adjunto da escola. "Nos cursos de formação de professores aprendemos novas metodologias e abordagens. Não há dúvida de que as mesmas nos ajudam a alcançar melhorias significativas no nível de aprendizagem das nossas crianças.

Gosto mais da esferográfica porque posso usá-la para escrever o meu nome e outras coisas. Não foi difícil aprender a escrever porque a minha professora ensinou-me

Um outro aspecto que o Sr. Moiane pretende destacar são as novas carteiras escolares que a escola recebeu. "As crianças agora podem sentar-se confortavelmente e de forma ordenada enquanto elas aprendem a escrever. Esta é uma grande melhoria, comparativamente à situação em que elas se sentavam no chão e tentavam manter o caderno equilibrado sobre os seus joelhos, enquanto escreviam." Afirma ele.

Os professores na sala concordam. As carteiras escolares têm sido uma contribuição muito importante. Contudo, num país onde a maioria da população continua a viver com menos de um dólar por dia, não se pode assumir como certa a disponibilidade de instrumentos básicos para a escrita.

Uma esferográfica e um caderno com linhas são coisas que alguns pais simplesmente não conseguem comprar para os seus filhos. O kit escolar que todos os alunos da primeira classe receberam, também tem sido muito útil. Zikla recebeu o seu kit há três meses atrás e ela segura firmemente a sua pasta vermelha, enquanto conversa. A pasta contém outro material escolar básico que ajuda as crianças durante os seus primeiros anos na escola. Algumas crianças cuidam tão bem das suas pastas que as conseguem manter durante todo o ensino primário.

"Gosto mais da esferográfica," diz ela. "Posso usá-la para escrever o meu nome e outras coisas. Não foi difícil aprender a escrever! A minha professora ensinou-me; gosto muito dela."

Um pouco antes de sair a correr para brincar com as suas amigas, Zikla afirma que ainda não decidiu o que quer ser quando crescer. Contudo, o que ela sabe é que não quer ficar apenas em casa – de preferência ela quer trabalhar O Sr. Moiane e os professores da escola de Ngungunhane descobriram o quão importante é a aprendizagem das crianças na tenra idade.

 

Para mais informações, favor contactar:

Gabriel Pereira
Tel + 258 21481181
email: maputo@unicef.org

Subscrever ao boletim

Escolas Amigas da Criança

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.