UNICEF lança um apelo de emergência para assistência a 48 milhões de crianças vítimas de conflitos e outras crises

UNICEF lança um apelo de emergência para assistência a 48 milhões de crianças vítimas de conflitos e outras crises

A desnutrição representa uma “ameaça silenciosa" para crianças, conforme o apelo do UNICEF para 2017.

Claudio Fauvrelle
Partilhar

NOVA IORQUE/GENEVA – 48 milhões de crianças que vivem em alguns países onde ocorrem os piores conflitos do mundo e outras emergências humanitárias irão beneficiar do apelo para 2017, lançado hoje pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Da Síria ao Iémen e Iraque, do Sudão do Sul à Nigéria, as crianças constituem um alvo directo, as suas casas, as suas escolas e as suas comunidades encontram-se em ruínas, as suas esperanças e o seu futuro enfrentam situações de instabilidade. No total, quase uma em cada quatro crianças do mundo vive em países afectados por conflitos ou calamidades.

"De país a país, a guerra, os desastres naturais e as mudanças climáticas estão tirando cada vez mais crianças de suas casas, expondo-as à violência, à doença e à exploração", disse Manuel Fontaine, Director de Programas de Emergência do UNICEF.

A publicação Acção Humanitária do UNICEF para as Crianças estabelece o apelo do UNICEF para 2017, no valor de 3,3 mil milhões de dólares dos EUA. Os objectivos do apelo visam prover acesso a água potável, nutrição, educação, saúde e protecção a crianças em 48 países ao redor do mundo.

Estima-se que 7,5 milhões de crianças enfrentarão desnutrição aguda grave na maioria dos países referidos no apelo, incluindo quase meio milhão cada no nordeste da Nigéria e no Iémen.

"A desnutrição é uma ameaça silenciosa para milhões de crianças", disse Fontaine. "O dano que ela produz é irreversível, roubando o potencial mental e físico das crianças. Em sua pior forma, a desnutrição grave pode ser mortal."

O maior componente individual do apelo destina-se para as crianças e famílias vítimas do conflito na Síria, o qual, em breve, entrará no seu sétimo ano. O UNICEF está a procura de um total de 1,4 mil milhões de dólares para apoiar crianças sírias dentro da Síria e aquelas que vivem como refugiadas em países vizinhos.

As outras prioridades do UNICEF em 2017, trabalhando ao lado de seus parceiros, são:

  • Prover acesso a água potável a mais de 19 milhões de pessoas;
  • Alcançar 9,2 milhões de crianças com ensino básico formal ou não formal;
  • Imunizar 8,3 milhões de crianças contra o sarampo;
  • Prover apoio psicossocial a mais de dois milhões de crianças;
  • Tratar 3,1 milhões de crianças com desnutrição aguda grave.

Os resultados alcançados nos primeiros dez meses de 2016, com o apoio do UNICEF, incluem:

  • 13,6 milhões de pessoas com acesso a água potável;
  • 9,4 milhões de crianças vacinadas contra o sarampo;
  • 6,4 milhões de crianças tiveram acesso a algum tipo de educação;
  •  2,2 milhões de crianças tratadas à desnutrição aguda grave.

 

Para mais informações, favor contactar:

Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: cfauvrelle@unicef.org

Subscrever ao boletim

emergência

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.