Fonte de água melhora aproveitamento escolar das crianças na Zambézia

Fonte de água melhora aproveitamento escolar das crianças na Zambézia

A família de Jordão como qualquer outra daquela comunidade tinha muitas dificuldades de encontrar água, e estavam sujeitos a percorrer longas distâncias em busca do líquido precioso no rio Namuresse, que fica há 3 km da sua casa.

Claudio Fauvrelle
Partilhar


Jordão Miguel, de 15 anos de idade, aluno da 6ª classe, é o filho mais velho e tem 6 irmãos, vive em Muitxala, no distrito do Gurué. A família de Jordão, como qualquer outra daquela comunidade, tinha muitas dificuldades no acesso a água, e estavam sujeitos a percorrer longas distâncias em busca do líquido precioso no rio Namuresse, que fica há 3 km da sua casa.

Eu acordava todos os dias às 5 horas para ir ao rio, e quando lá chegasse, primeiro tomava banho e depois levava a água para casa e só depois é que poderia ir para à escola, que fica há 2 km. Sempre chegava tarde e cansado as aulas, e o meu rendimento escolar era baixo,“conta Jordão com ar triste.

Grande parte das doenças diarreicas tem como uma das causas à ingestão directa de água contaminada, principalmente em locais onde não há sistema de abastecimento de água tratada. A semelhança de muitas comunidades urbanas do distrito do Gurué, a água do rio serve para beber, higiene individual, cozinhar e entre outros. A prática do fecalismo a céu aberto nas bermas do rio é notável, na época chuvosa todas impurezas são arrastadas para o rio, e a água torna-se imprópria para o consumo, provocando assim doenças hídricas.

"Aqui em casa sempre que bebêssemos a água do rio apanhávamos diarreia que passava de pessoa para pessoa, muitas vezes faltei a escola por ter diarreia," diz Jordão.

Actualmente, na comunidade de Muitxala, cerca de 70 famílias beneficiam do programa de Higiene e Saneamento, apoiado pelo UNICEF, que conta com a construção de uma fonte de água. Como resultado desta acção, estas famílias estão a construír latrinas, com objectivo de atingir o estatuto de LIFECA (Comunidade Livre de Fecalismo a Céu Aberto).

"Estou feliz! Agora já tenho tempo para descansar, brincar, e o meu aproveitamento escolar melhorou, porque tenho tempo de rever as lições e fazer o meu trabalho de casa," diz Jordão a sorrir.

“Hoje respiro de alívio, pois temos uma fonte por perto, agora bebemos água potável e as doenças diarreicas na minha família diminuíram, temos uma latrina e um tip-tap para facilitar a lavagem das mãos para toda a família. A construção desta fonte trouxe mudanças na vida da minha família e de toda comunidade. E para a manutenção da mesma formou-se um Comité de Gestão de Água, que está a funcionar devidamente,” diz o pai do Jordão.


Para mais informações, favor contactar:

Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: maputo@unicef.org

Subscrever ao boletim

água e higiene

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.