Como a minha criança recuperou da desnutrição aguda grave

Como a minha criança recuperou da desnutrição aguda grave

Com o apoio financeiro do Kid Power e do Governo da Irlanda através da sua Agência para o Desenvolvimento Internacional (Irish Aid), as brigadas móveis são uma das actividades apoiadas pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e é implementada pelo Ministério da Saúde. Até Junho de 2017, 369.042 crianças foram rastreadas contra desnutrição aguda, das quais 23.631 crianças encontradas com desnutrição aguda grave foram tratadas através do programa de reabilitação nutricional.

Claudio Fauvrelle
Partilhar
How my child recovered from severe acute malnutrition
Manuel Lavado, Zabeta Joaquim e sua filha de 10 meses, Marta. Marta foi tratada por desnutrição aguda grave e agora está se recuperando bem. © UNICEF Moçambique/2017/Isabel Periquito

Sabeta, MANICA - Com uma população total de 18.785 habitantes, Sabeta é uma das localidades com a população mais elevada e com mais casos de desnutrição aguda no distrito de Tambara. Sabeta está localizada a 25 quilómetros do centro de saúde (sede) em Tambara. O centro de saúde mais próximo fica à 8 quilómetros e é difícil de alcançar, dado que não existe um transporte público na localidade. "Os possíveis motivos do elevado número de casos de desnutrição aguda aqui em Sabeta estão relacionados com a baixa produção e possivelmente a prevalência do HIV," disse o nutricionista do distrito, João Simões.

"Quando a brigada móvel, uma equipa que trata crianças com desnutrição aguda na comunidade, veio visitar a comunidade de Saguancala em Sabeta, foi muito bem recebida pelo líder da comunidade e pelo director da escola onde decorreu a sessão. As coisas começaram devagar, como é habitual por aqui, mas pouco a pouco as pessoas começaram a aparecer com suas crianças," disse João.

Zabeta Joaquim (não conhece sua idade exacta) é uma jovem mãe que queria ter certeza de que sua filha de 10 meses, Marta, está saudável, e foi uma das primeiras mães a aparecer para que sua crianca pudesse ser avaliada pela brigada móvel. Zabeta teve conhecimento que a brigada móvel viria à comunidade onde vive e queria conhecer a situação de saúde da Marta.

Zabeta é casada com Manuel Lavado, de 21 anos de idade, que trabalha todos dias na sua "machamba" (parcela de terra familiar pequena). Marta é uma criança sossegada, mas curiosa de ver o que está a acontecer ao seu redor. Ela estava frequentemente à procura do peito da mãe, e Zabeta sempre pronta, ajudava a pequena Marta a chupar. "Desde que Marta nasceu, fiquei preocupada. A parteira na altura do nascimento da Marta, me disse que ela tinha baixo peso. Marta também tem sofrido, com alguma frequência, de problemas de saúde diversos," disse Zabeta com um rosto preocupado. No mês anterior, Zabeta teve que levar Marta para o centro de saúde porque ela estava com dores abdominais e diarréia. No centro de saúde, o nutricionista diagnosticou Marta com desnutrição aguda grave. "Fiquei triste ao saber que minha filha estava com problemas de nutrição e de peso novamente, e decidi seguir todas as recomendações dos médicos para que Marta melhorasse o mais rápido possível", disse ela.

Quando, em voz alta, chamaram pelo nome de Marta, Zabeta não perdeu tempo, e rapidamente tirou a roupa da Marta e preparou-se para colocar-lhe na balança que se encontrava pendurada num dos ramos inferiores da árvore mais frondosa da escola, para saber sobre o peso da sua filha.

Zabeta tem alimentado consistentemente a sua criança com o tratamento dado no centro de saúde. O tratamento consistiu em saquetas de alimentos terapêuticos prontos para uso (ATPU). Zabeta estava ansiosa para ouvir o que o nutricionista João Simões iria falar sobre o peso da Marta. Boas notícias, o tratamento ATPU está a resultar e a Marta estava a ganhar peso.

João também mediu o perímetro braquial (em torno do braço) e a altura da Marta para confirmar seu estado nutricional. Outra boa notícia, Marta recuperou desde a última visita, e Zabeta acenou com a cabeça e sorriu. De acordo com o diagnóstico, Marta estava agora com desnutrição aguda moderada. João continuou a explicar a condição de Marta e deu a Zabeta suas recomendações e o suplemento alimentar para continuar o tratamento.

Zabeta estava feliz e mais relaxada: "Estou feliz de ver minha filha a melhorar e espero que logo logo a Marta fique bem novamente". Zabeta também estava feliz com a ajuda que lhe foi dada pela equipa da brigada móvel. "Takuta (obrigado na língua local)", disse Zabeta e Manuel, por ajudar a melhorar a saúde de sua primeira e unica filha, Marta.

Com o apoio financeiro do Kid Power e do Governo da Irlanda através da sua Agência para o Desenvolvimento Internacional (Irish Aid), as brigadas móveis são uma das actividades apoiadas pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e é implementada pelo Ministério da Saúde. Até Junho de 2017, 369.042 crianças foram rastreadas contra desnutrição aguda, das quais 23.631 crianças encontradas com desnutrição aguda grave foram tratadas através do programa de reabilitação nutricional.





Para mais informações, favor contactar:

Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: cfauvrelle@unicef.org

Subscrever ao boletim

desnutrição aguda

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.