Brigadas móveis de nutrição ajudam povoados sem acesso a unidades sanitárias

Em comunidades distantes dos Centros de Saúde, como o povoado de Carangache, as Brigadas Móveis de Nutrição que identificam e tratam na comunidade os casos de crianças afectadas pela desnutrição aguda moderada e desnutrição aguda grave sem complicações médicas.

Claudio Fauvrelle
Partilhar
Brigadas móveis de nutrição ajudam povoados sem acesso a unidades sanitárias
“Sem estas brigadas móveis ser-nos-ia muito difícil conseguirmos vacinar as nossas crianças, ou sabermos o seu estado nutricional. Não poderia saber se a minha filha se encontra saudável,” diz Maria com um olhar feliz por saber que a pequena Joana se encontra bem de saúde.

Cahora Bassa, Moçambique - O Distrito de Cahora Bassa, localiza-se a 140 quilómetros da capital Tete, e alberga a Hidroeléctrica de Cahora Bassa na vila de Songo, que abastece a energia para Moçambique e para os países vizinhos como Malawi, Zimbabué e África do Sul.

Foi neste distrito que conhecemos Maria António, de 27 anos de idade. Ela é mãe da pequena Joana de 1 ano de idade.

Maria reside na comunidade de Carangache, no posto administrativo de Chitima, e não tem nenhuma unidade sanitária para poder cuidar da sua saúde, e mais importante, da sua pequena Joana. “Aqui neste povoado não existe unidade sanitária, dependemos só do que existe na próxima vila que fica muito distante, a cerca de 50 quilómetros. As vias de acesso são péssimas e não existe transporte,” diz Maria.

Em comunidades distantes dos Centros de Saúde, como o povoado de Carangache, o Governo de Moçambique através do Ministério de Saúde com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) com fundos do Departamento do Governo Britânico para o Desenvolvimento (DFID), tem respondido com Brigadas Móveis de Nutrição que identificam e tratam na comunidade os casos de crianças afectadas pela desnutrição aguda moderada e desnutrição aguda grave sem complicações médicas. Também estão a ser usadas brigadas móveis de multimédia para a mobilização das pessoas nestas comunidades.

“As populações nestas comunidades estão muito dispersas, pelo que, seria bastante difícil conseguirmos mobilizá-las sem o apoio das viaturas multimédias com megafones, por isso é importante a integração das actividades da saúde com as de comunicação social,” explicou Laurinda da Conceição Sardinha, nutricionista distrital.

“Sem estas brigadas móveis ser-nos-ia muito difícil conseguirmos vacinar as nossas crianças, ou sabermos o seu estado nutricional. Não poderia saber se a minha filha se encontra saudável,” diz Maria com um olhar feliz por saber que a pequena Joana se encontra bem de saúde.





Para mais informações, favor contactar:

Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: cfauvrelle@unicef.org

Artigos Relacionados

ESTOU FELIZ POR SABER QUE OS MEUS GÉMEOS ESTÃO BEM DE SAÚDE

Ler mais

SALVANDO VIDAS DE CRIANÇAS COM DESNUTRIÇÃO EM MOÇAMBIQUE

Ler mais

Subscrever ao boletim

nutrição

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.