Acesso à água potável - um direito que beneficia milhares de pessoas em Morrumbene

Acesso à água potável - um direito que beneficia milhares de pessoas em Morrumbene

Inaugurado novo sistema de abastecimento de água com uma capacidade máxima de fornecer água a 37.000 pessoas e fornecendo água actualmente a 7.500 pessoas, incluindo crianças, nas comunidades do distrito de Morrumbene.

Claudio Fauvrelle
Partilhar
Aguasani. Acesso à água potável - um direito que beneficia milhares de pessoas em Morrumbene
"Estamos felizes por ter água mais perto de nós, porque agora já não vamos atrasar à escola a procura da mesma," disseram as crianças de Morrumbene durante a inauguração. © UNICEF Moçambique/2017/C. Assane

Morrumbene, Inhambane – Realizou-se no dia 8 de Julho de 2017 na vila de Morrumbene, província de Inhambane, uma cerimónia para assinalar a inauguração do novo sistema de abastecimento de água (SAA).  Com uma rede de distribuição de um total de 56 quilómetros, o empreendimento enquadra-se no programa de Água, Saneamento e Higiene (AGUASANI), uma iniciativa do Governo moçambicano, através da Administração de Infra-estruturas, Água e Saneamento (AIAS),  em parceria com a União Europeia (UE) e o Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF).

Aguasani vai resultar num enorme impacto no bem-estar e saúde em crianças, devido ao facto de que o fornecimento inadequado de água e saneamento, não é apenas um perigo para a saúde, mas também afecta a frequência, a retenção escolar e o desempenho educacional.

O Embaixador da União Europeia em Moçambique, o Sr. Sven Kuhn von Burgsdorff, salientou a este propósito que "este projecto representa mais um passo na cooperação entre a União Europeia e o Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, a qual conta com um já extenso rol de iniciativas, destinadas a melhorar a qualidade das infraestruturas do país, especialmente nos sectores das estradas, da energia, da água e do saneamento".

Por seu turno, o Sr. Michel Le Pechoux, Representante Adjunto do UNICEF em Moçambique explicou, referindo-se ao evento, que "este esforço e parceria vai responder a uma lacuna gritante que existe em suprir as necessidades de água e saneamento das comunidades, especialmente as crianças, vivendo nas vilas secundárias. O projecto vai resultar num enorme impacto no bem-estar e saúde em crianças, devido ao facto de que o fornecimento inadequado de água e saneamento, não é apenas um perigo para a saúde, mas também afecta a frequência, a retenção escolar e o desempenho educacional", O Representante Adjunto do UNICEF também enfatizou que esta iniciativa visa “apoiar o Governo de Moçambique em acelerar a implementação do quadro de gestão delegada nas vilas secundárias, que é essencial para garantir a sustentabilidade a longo prazo dos sistemas de abastecimento de água e saneamento e o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).”

Este programa, que decorre até Dezembro de 2018, financiado pelo governo de Moçambique, pela União Europeia e pelo UNICEF, enquadra-se numa iniciativa conjunta, orçada em 10 milhões de Euros, visa suprir a falta de abastecimento de água e serviços de saneamento adequados em três vilas da Província de Inhambane, Morrumbene, Homoíne e Jangamo, este último já inaugurado recentemente.

O programa é implementado no âmbito da gestão delegada do governo de Moçambique, através de uma parceria entre a Administração de Infraestruturas de Abastecimento de Água e Saneamento (AIAS), o Conselho Regulador de Água (CRA), a Direcção Provincial das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos de Manica (DPOPHRH), com a assistência técnica do UNICEF. Além disso, contará com a colaboração do Operador recentemente nomeado (Collins) e a Comissão Reguladora Local (CORAL).

 Este sistema de abastecimento de água é um exemplo concreto e tangível de como bons resultados podem ser alcançados quando o sector público e o sector privado trabalham juntos, renovando a importância das parcerias público-privadas para acelerar a resposta à cobertura de água nas vilas em Moçambique. O sistema foi recentemente reabilitado e ampliado através de um programa integrado de abastecimento de água, promoção de higiene e saneamento, com uma capacidade máxima de fornecer água a 37.000 pessoas e fornecendo água actualmente a 7.500 pessoas, incluindo crianças, nas comunidades do distrito de Morrumbene.

Em Moçambique, menos de uma em cada quatro pessoas têm acesso a instalações de saneamento adequadas e quase metade da população não bebe água de fontes seguras (WHO/UNICEF Joint Monitoring Programme for Water Supply and Sanitation, in Mozambique). Esta falta de infraestruturas tem um impacto sobre a vida das mulheres e crianças em particular, que são colocadas em risco por falta de um saneamento adequado.

Até o final deste ano, além da reabilitação e expansão do sistema de abastecimento de água, o programa AGUASANI irá continuar a:

  • Apoiar na capacitação do sector para garantir que a operação e a manutenção dos serviços de água e saneamento estão fortalecidos.
  • Contribuir para o fortalecimento dos modelos de parcerias público-privadas com o objetivo de garantir a gestão sustentável dos serviços de água e saneamento.
  • Melhorar os serviços de saneamento, que incluem saneamento familiar e institucional nas escolas primárias, mercados e centros de saúde, removendo as barreiras no acesso aos produtos e serviços de saneamento.

A inauguração foi feita pelo Presidente da República, Sua Excelência Sr. Filipe Jacinto Nyusi, acompanhado pelo Governador de Inhambane, Sr. Daniel Francisco Chapo; altos dignitários do Conselho de Ministros, incluindo representantes do Ministério das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos e de outros sectores; Elça Armando, Administradora do Distrito de Morrumbene; Embaixador Faisal Cassam, Director do GON - Gabinete do Ordenador Nacional (Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação), Sra. Rute Mateus Nhamucho, Directora Executiva da AIAS; Sr. Magalhães Miguel, Director Executivo do CRA; Sr. José Colete Mutepua, Director Provincial das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos; Sr. José Carlos Edo Monfort, o Chefe de Secção de Desenvolvimento Rural e Agricultura da Delegação da União Europeia em Moçambique; e o Sr.Michel Le Pechoux, Representante Adjunto do UNICEF.



Assista a reportagem da inauguração (fonte: STV)

 

 

Para mais informações, favor contactar:

Claudio Fauvrelle
Tel +258 21 481 100
email: cfauvrelle@unicef.org

Subscrever ao boletim

aguasani

Doar

As crianças de Moçambique precisam da sua ajuda. Chegou a sua vez de ajudar. Faça uma doação.

PARTILHAR

Partilha esta informação com teu amigos e familiares, e vamos ajudar mais pessoas a ficarem juntos pelas crianças de Moçambique.

NOSSO TRABALHO

Aprenda mais sobre o trabalho do UNICEF em Moçambique.